Menu

Arquidiocese, Artigos, Destaque

Berço da RCC, na Arquidiocese de Diamantina

HISTÓRICO DA RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA EM CURVELO/MG

Berço da RCC, na Arquidiocese de Diamantina

 

Com o nome de “São José”, o primeiro Grupo de Oração da Renovação Carismática Católica – RCC, na Arquidiocese de Diamantina, aconteceu em Curvelo, no dia 24 de abril de 1979, no salão interno da Basílica de São Geraldo, com o apoio dos padres Redentoristas: Marcos Guabiroba e José de Almeida.

As reuniões semanais atraiam cada vez mais pessoas e cresciam na unção do Espírito Santo. Com o apoio de Dom Geraldo de Proença Sigaud, então Arcebispo Metropolitano de Diamantina, foi criada a primeira Equipe Arquidiocesana da RCC, coordenada por Elmira Alves Fonseca, falecida em 22/12/1985.

A formação dos membros acontecia de forma periódica através de Seminários de Vida no Espírito e encontros de Espiritualidade.

Impulsionados pela fé renovada na vivência dos dons e carismas do Espírito Santo, os membros da RCC realizaram vários trabalhos de evangelização de jovens, adultos, idosos, crianças, enfermos, moradores de rua e mulheres marginalizadas.

Destaca-se na época, na Paróquia de Santo Antônio, a ‘Assistência Social Bom Pastor’, com seu trabalho de importante relevância, através do qual muitas moradoras da rua de prostituição, situada no centro da cidade, tomaram conhecimento de uma vida digna, em plenitude, oferecida por Jesus. Pouco tempo depois, uma casa onde funcionava a Boate Trevo, foi cedida à RCC e transformada num local de acolhida, evangelização e ensino de trabalhos manuais.

Visitas de casa em casa, reuniões de evangelização e promoção humana também foram iniciadas em várias comunidades da cidade e, como que “olhinhos d’água”, iam surgindo em várias outras cidades da nossa Arquidiocese: Três Marias, Buritizeiro, Várzea da Palma, Inimutaba, Diamantina, Gouveia, Datas, Presidente Juscelino, Felixlândia, Morro da Garça, Itamarandiba, Pirapora, entre outras.

Dos Grupos de Oração da Paróquia Santo Antônio surgiram a Comunidade Palavra Viva (hoje difundida no Brasil e exterior), Comunidade Maranathá e Comunidade Kairós, que se multiplicam em várias outras comunidades até os dias de hoje, além de várias vocações à vida sacerdotal e religiosa, famílias renovadas e profissionais que dão testemunho do Cristo Ressuscitado em vários setores da cidade.

Quatorze, dos 57 Grupos de Oração e mais três GOU (Grupo de Oração Universitário), em atividade na Arquidiocese, acontecem semanalmente em Curvelo, no corrente ano de 2024, cujos membros, uma vez transformados no Espírito Santo, atuam em várias pastorais.

Muitos eventos foram realizados ao longo destes 45 anos de atuação em Curvelo. Através do testemunho de seus membros, várias pessoas têm suas vidas transformadas, encontram sua vocação e assumem a Salvação que Jesus Cristo vem nos dar.

Por tudo isto, em ação de graças, com imensa alegria e entusiasmo, repetimos: “o Senhor fez em nós maravilhas, porque Santo é o Seu nome” (Lc 1, 49).

Por Vera Corrêa.

OUTRAS NOTÍCIAS

CNBB

VATICANO