Modificar o tamanho de letra:

 

 

Dom Darci fala sobre a 55ª Assembleia Geral da CNBB

 

 

O arcebispo metropolitano de Diamantina, dom Darci José Nicioli, participa, juntamente com o episcopado brasileiro, da Assembleia Geral da CNBB que será realizada, de 26 de abril a 5 de maio, no Centro Pe. Vitor Coelho de Almeida, em Aparecida (SP). Diante do tema “Iniciação à vida cristã”, os bispos do Brasil debaterão sobre a qualidade de atuação e o compromisso dos cristãos em relação ao processo em que a pessoa é introduzida na vida da Igreja.

 

 

Dom Darci, presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação, será o porta-voz do evento e comandará as entrevistas coletivas que acontecerão diariamente sempre às 15 horas, na Sala de Imprensa do Centro de Convenções, com a presença de três bispos designados pela presidência da Assembleia. De acordo com dom Darci, a expectativa para o início dos trabalhos para esta 55ª edição da Assembleia dos bispos é bastante grande, sobretudo, diante dos trabalhos que vão envolver o tema central. “O episcopado brasileiro sente que é necessário intensificar a catequese para o cristão católico, pois a fé é processo de aprendizagem e crescimento no amor a Deus e ao próximo”, conta.

 

 

Ainda de acordo com o arcebispo, é necessário estar atento à nova realidade de iniciação à vida cristã, que muitas vezes abandona o modelo de vivência na fé iniciada dentro dos lares. “Constata-se que, quase sempre, a fé não mais é transmitida dos pais para os filhos. Essa realidade exige, ainda mais, que a catequese dos iniciados, crianças e adultos, seja melhor elaborada, mais intensa e com novos métodos. É imperativo centrar a iniciação à vida cristã na Palavra de Deus, na vivência em comunidade e na pratica da caridade. A Palavra como revelação da salvação de Deus na história: fé e vida. A Igreja como Povo de Deus celebrante, que atualiza a salvação na liturgia: lex orandi e lex credendi! A caridade como testemunho concreto da fé professada e celebrada: lex orando e lex vivendi”, sublinha.

 

“São muitos os desafios que serão objeto de nossas preocupações: o padre como primeiro catequista da comunidade; a formação dos catequistas leigos; a liturgia como catequese em ato; novos métodos para uma catequese renovada; atualização da linguagem; um renovado ardor missionário etc”, enumera dom Darci.

 

Além do tema central, outros assuntos serão tratados nesta Assembleia. Como de costume, serão questões relacionadas à realidade socioeconômica e política do Brasil, além de outros temas prioritários que também serão abordados como uma reflexão sobre a exortação apostólica do papa Francisco “Amoris Laetitia” – que aborda o amor na família –, o caminho ecumênico, as novas formas de consagração e novas comunidades, além dos 10 anos da Conferência de Aparecida e a XV Assembleia do Sínodo dos Bispos, este último evento a ser realizado em 2018 com o tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, até então tratado como o “Sínodo dos jovens”.

 

A Assembleia Geral da CNBB terá início nesta quarta-feira, 26, com missa às 7h30, no Santuário Nacional de Aparecida, e cerimônia de instalação a partir das 9h30, no auditório do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho. Diariamente, com exceção do domingo, dia 30, serão celebradas missas com laudes das 7h30 às 8h45, no Santuário Nacional de Aparecida, com transmissão ao vivo pelas emissoras católicas de rádio e televisão.

 

Pela manhã, os trabalhos serão desenvolvidos em duas sessões, sendo outras duas realizadas na parte da tarde. No dia 29 será iniciado o retiro dos bispos, com término no dia 30, às 11h30, com missa no Santuário de Aparecida. Já no dia 2 de maio, haverá uma celebração ecumênica, recordando os 500 anos da Reforma Protestante.

 

Dom Darci pediu orações para todo o episcopado brasileiro, contando que os trabalhos possam transcorrer de maneira eficaz. “Peço que rezem pelos bispos nesta 55ª Assembleia Geral, em Aparecida. Significativamente estaremos no Santuário daquela que é a ‘primeira catequista do Pai’. Que sejamos inspirados pelo Espírito, nesta importante missão de conduzir o Povo nos caminhos de Deus”. E finaliza saudando todo o povo da arquidiocese: “abraço a todos e a cada um desta querida Arquidiocese de Diamantina”.

 

A Assembleia se encerrará com uma cerimônia que será realizada no Centro de Eventos, no dia 5 de maio, às 10h30. A 55ª AG reunirá cerca de 370 bispos dos 18 regionais da CNBB.

Notícias mais acessadas